domingo, 8 de agosto de 2010

De repente... PAI!


Se tem algo com o qual nunca me senti insegura, este algo é o papel que o Lucas exerce e continuará exercendo por toda a sua vida: a paternidade.

Desde o início da gravidez esteve ao meu lado me dando apoio e se adaptando ao que está por vir. Teste de farmácia (o qual ele inclusive viu o resultado antes mesmo de mim), consultas obstétricas, exames laboratoriais, ultrasonografias... e claro, estará presente no parto, segurando a minha mão.

No site do Bebe, na mesma sessão onde achei a numerologia do nome da minha pequena, calculei a numerologia do Lucas como pai, e os resultados foram:
"1) Destino - Identifica o propósito na vida = 1
O provedor. A paternidade trará a esse homem um senso de responsabilidade maior. Isso se traduz na preocupação em manter o bem-estar da família e as finanças sempre em ordem. Orgulhoso, esse é um pai que terá prazer em exibir seu bebê recém-nascido aos amigos e parentes. Mas, passada a empolgação inicial, é comum enfrentar alguns problemas em lidar com o pequeno no dia a dia. Trocar fraldas, dar banho e fazer a criança dormir são cuidados que não lhe agradam – fará, apenas, se for muito necessário. Homens que têm como número de destino o 1 se sentem mais próximos do filho quando este se torna mais independente – já souber andar e se expressar com palavras. Severo, não permitirá mentiras ou falta de educação por parte da criança. No entanto, o bom comportamento será recompensado com ótimos presentes e passeios.

2) Personalidade - Descreve como ele se comporta e se expressa no mundo = 6
Por ser extremamente protetor, é preciso tomar cuidado para não criar filhos dependentes demais. Além disso, no dia a dia, pode ser perfeccionismo e crítico em excesso consigo mesmo e com os filhos. A chave para lidar com isso está em seu otimismo e alegria cotidianos. É alguém com quem a criança sabe que pode contar, tanto para se divertir como para resolver questões sérias. Como gosta de estar rodeado por outras pessoas, organiza com frequência reuniões em casa.

3) Alma - Revela os sentimentos, nem sempre percebidos pelas outras pessoas = 4
Como pai, é alguém que deseja segurança e ordem em todos os aspectos da vida. Metódico, cumpridor das regras e cuidadoso com o dinheiro, nunca atrasa a mensalidade da escola e não gosta de fazer dívida. E faz questão de ensinar aos filhos a lidar com o dinheiro de maneira responsável. Para ele, as crianças, desde pequenas, precisam aprender o valor das coisas. Ele não gosta, por exemplo, que os filhos estraguem um brinquedo. Tudo deve ser conversado e jamais desperdiçado. Outra característica é sua necessidade de planejamento, por isso ele não improvisa nada. Ele organiza, com antecedência, do passeio do final de semana à reforma da casa. E, claro, o orçamento é mantido na ponta do lápis."


E ele também fez um outro teste que achamos por ai: "Que tipo de pai é você", e o resultado foi o melhor possível - Você é um pai exemplar. Sabe que precisa e deve acompanhar o desenvolvimento dos seus filhos não só por obrigação, como também por aprendizado puro. Parabéns! O diálogo e a cumplicidade são fatores importantíssimos na educação dos pimpolhos!

Nem preciso dizer que adorei!!!


Não terei medo de deixá-lo sozinho com nossa filha, mesmo recém-nascida, como acontece com muitas mães por ai que acham que o pai não saberá fazer as coisas direito.
A maioria das pessoas conhecem seu lado "meninão", meio estabanado e com aquela imaturidade natural dos homens, mas quando olho para ele, vejo o homem que dará atenção, carinho, amor e educação que ninguém mais conseguiria dar, nem mesmo eu.

O Lucas já mudou e amadureceu bastante nesses meses que se passaram, e acho que depois que a Lara nascer ele só continuará progredindo.
Infelizmente ele não poderá conviver diariamente com ela nos primeiros anos de vida, pois não moramos juntos ainda, mas isso não o impedirá de estar presente em tudo e de ser o melhor pai do mundo!
Muitos se surpreenderão quando verem o paizão que existe dentro dele, inclusive nós dois, acredito eu.

Não podemos escolher tudo que acontece em nossas vidas. Tenho sorte e agradeço todos os dias, pois se tem algo que eu não mudaria nessa gravidez inesperada e precoce é ter o Lucas como pai da minha filha ... ou melhor, da NOSSA filha.

E é com grande satisfação que parabenizo, pela primeira de muitas vezes, o mais precioso namorado e pai que eu amo tanto! Feliz dia dos pais!

ps: Parabéns a todos os papais!

2 comentários:

  1. Lucas Kraemer Rocha9 de agosto de 2010 17:05

    TE AMO MUITO TBM VIU!

    Obrigado pelos parabéns e pela certeza de que serei um ótimo pai para nossa pitukinha!!!!!

    Beijão pra vcs duas!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que declaração bonita...
    Pai realmente faz falta e essa idéia que a mãe supre tudo, pelo menos pra mim não cola!
    Que a sua família seja muito feliz!
    Beijos!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...